Área Restrita
Destaque
ATHENAS NOTÍCIAS
ESPECIAL - IGC 3
CONHEÇA - CRD
NOVA PÓS-GRADUAÇÃO
TEASER VEST ATHENAS 2016/2

Notícias

Livro é devolvido a biblioteca da Nova Zelândia após 67 anos
02/05/2016

Livro é devolvido a biblioteca da Nova Zelândia após 67 anos

Um livro retirado em 1948 de uma biblioteca de Auckland, na Nova Zelândia, foi finalmente devolvido, 67 anos após o prazo de entrega. A mulher que retirou a obra - Myths and Legends of Maoriland, de AW Reed - disse que estava "querendo devolvê-lo há anos". Na quinta-feira, a neozelandesa foi até a biblioteca para entregar o livro que retirou quando era criança e perguntou quanto custaria a sua multa pelos 24.605 dias de atraso. Mas ela acabou escapando da punição, porque, de acordo com o regulamento do local, crianças não são cobradas por atrasos, segundo a bibliotecária Zoe Cornelius. Se fosse cobrada pelo empréstimo do livro, a mulher precisaria desembolsar 24 mil dólares neozelandeses, o equivalente a 82 mil reais. "Ela parecia constrangida, mas eu estava satisfeita porque ela disse que leu e desfrutou do livro diversas vezes ao longo do tempo", disse Zoe ao jornal The Guardian. A biblioteca de Auckland tem três cópias da obra, que não podem mais ser retiradas por motivos de preservação, já que são antigas. O livro devolvido está sendo avaliado para determinar suas condições, mas a divisão de obras especiais da biblioteca acredita que ele não tenha um grande valor financeiro. A equipe da biblioteca contou que recebeu mensagens de diversos leitores desde que a história se tornou pública perguntando se poderiam devolver outros livros muito atrasados, sem precisar pagar multas. Fonte e Imagem: Veja

Através de parceria, FAPAN promoveu evento em comemoração ao Dia do Contabilista
02/05/2016

Através de parceria, FAPAN promoveu evento em comemoração ao Dia do Contabilista

No último dia 25 de abril (segunda-feira), a Faculdade do Pantanal (FAPAN) promoveu a palestra “"A importância do Contabilista para o Desenvolvimento Econômico", ministrada pela Prof.ª Juliana Mattiello, da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT). A atividade foi realizada ás 19h30, ocupando as dependências da FAPAN em parceria com a UNEMAT. O evento é uma parceria entre FAPAN, CRC-MT e UNEMAT e contou com a presença ilustre do Prof.º José Ricarte de Lima, Conselheiro CRC; Profº. Elias Bortoli, Coordenador do Curso de Ciências Contábeis da UNEMAT; Prof.ª Janaina Ramos (UNEMAT); Prof.ª Elisandra Loffler (FAPAN) e da Prof.ª Claudia Perez, Coordenadora do curso de Ciências Contábeis da FAPAN, além dos estudantes do curso de Ciências Contábeis das duas instituições. De acordo com Mattiello, a profissão vive hoje o seu melhor momento. “Ao deter as informações, interpretá-las e utilizá-las como ferramenta gerencial, o Contabilista tem assumido função fundamental para o crescimento das empresas, das economias, das administrações públicas e dos países”, afirmou a Docente. Perez agradeceu a presença de todos, elogiou a parceria firmada entre as duas instituições de ensino e fez considerações sobre a atividade realizada. "O evento reforça a parceria e a união dos profissionais da contabilidade no interior de Mato Grosso. Isso prova o amadurecimento dos profissionais e reforça aos estudantes a importância desta profissão frente à qualquer tipo de situação econômica.”, finalizou a Coordenadora.

Cuiabá recebe nova franquia de softwares com grandes expectativas para o mercado local
02/05/2016

Cuiabá recebe nova franquia de softwares com grandes expectativas para o mercado local

O plano de expansão da Arquivar para 2016 não para. A empresa chegou a Cuiabá (MT) neste mês e já vê diversas oportunidades de negócios na região. A nova unidade franqueada celebra também o crescimento de seus parceiros franqueados, pois a unidade nasce juntamente com os sócios responsáveis pela unidade de Campo Grande (MS). A tendência para 2016 é que o setor de Franchising continue em crescimento, assim como no ano passado. Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o número de unidades abertas aumentou em 10,01% em relação a 2014. Mesmo com a Economia instável, já se percebe o mesmo caminho nos primeiros meses deste ano. Este cenário favorável, aliado a segurança do investimento em uma rede sólida de franquias, trazem aos sócios da nova unidade grandes expectativas e perspectivas de geração de negócios. É o que conta uma das sócias, Claudete Novais: "A Arquivar tem muito para crescer em Cuiabá. As grandes, pequenas e médias empresas de Cuiabá e região agora podem se concentrar em seus negócios e deixar a gestão dos documentos com a gente". Em estudo divulgado em 2015, o IBGE informou que o estado do Mato Grosso foi que mais cresceu economicamente entre os anos de 2010 e 2013. A variação do PIB chegou a 21,9%, superando outros estados de onde já se esperam economias mais aquecidas. O fortalecimento e o aumento da atividade econômica na região construíram um cenário propício ao desenvolvimento e instalação de novas empresas. A Arquivar é uma organização de origem mineira que atualmente está em 28 unidades franqueadas, distribuídas em todas as regiões do Brasil. Conta com excelente expertise em tecnologias e serviços para gestão de documentos. Mais de 500 empresas já contrataram as soluções Arquivar. Entre em contato conosco e conheça também. Fique por dentro das oportunidades de negócio oferecidas pela Arquivar e conheça mais sobre os 25 anos de atuação no mercado de gestão documental. http://www.arquivar.com.br/franquias/ Fonte e Imagens: Revista Exame - "Este conteúdo de divulgação comercial é fornecido pela empresa Dino e não é de responsabilidade de EXAME.com"

[Informe] Avaliação de 2ª chamada
29/04/2016

[Informe] Avaliação de 2ª chamada

Ocorrerá na próxima semana, nos dias 03 e 04 de maio (respectivamente terça e quarta-feira), o processo de avaliação de 2ª chamada da Faculdade do Pantanal (FAPAN), iniciando pontualmente às 19h30. Estão aptos apenas os alunos que solicitaram as avaliações de segunda chamada e tiverem o requerimento deferido pela coordenação do referido curso. Na terça, ocorrerão as avaliações dos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Engenharia Civil, e por fim na quarta, dos cursos de Farmácia, Odontologia, Psicologia, Fisioterapia, Sistemas de Informação e Educação Física. De acordo com Simone da Silva Ramos, Secretaria Acadêmica da FAPAN, as avaliações ocorrerão nas dependências da instituição e a sala de aplicação ainda será definida. Os alunos terão o período de quatro aulas para poder realizar a prova e os que forem realizar duas avaliações terão que fazê-las no mesmo dia. Alunos que tiverem três avaliações ou mais, poderão realizar no outro dia de aplicação de prova, desde que solicite antecipadamente na secretaria acadêmica. Em nome da FAPAN eu agradeço pela compreensão de todos.”, finalizou a colaboradora.

29/04/2016

FAPAN realizou Intervalo Cultural para os acadêmicos

No último dia 28 de abril (quinta-feira), a Faculdade do Pantanal (FAPAN) promoveu o Intervalo Cultural, um momento entre os horários das aulas onde grupos e artistas locais podem se apresentar para toda a comunidade acadêmica, ocupando as dependências da nova área de convivência. A apresentação foi possível graças ao contato estabelecido por Josiane Araújo, Secretária das Coordenações da FAPAN, e também, integrante do grupo Vitória Régia. O Grupo Vitória Régia apresentou os estilos de dança Rasqueado e a Chamamé, com vestes típicas Durante a evolução houveram saltos, giros e muitos passos da dança tradicional. De acordo com a organização, o público ficou animado. “Foi possível observar algumas pessoas da plateia dançando. O Intervalo Cultural é um momento em que se busca trazer mais cultura e informação para dentro da faculdade do que apenas aquilo que se vê dentro da sala de aula. Esse espaço é aberto para tradição e para inovação, para os nossos alunos mostrarem outros talentos.”, explicou Jorge Pedrosa, Coordenador da CRD (Coordenação de Relacionamento com o Discente). SOBRE O GRUPO – O Grupo Artístico Cultural de Expressões Parafolclóricas Vitória Régia atua desde o ano de 2008 com diferentes atividades culturais que atendem crianças, jovens e adultos de Cáceres (MT). Sob coordenação artística e coreografia de Fernando Jesus da Silva, busca através do folclore elaborado para o palco valorizar as tradições mato-grossenses, bem como de outros estados brasileiros, além do folclore latino-americano. Já foi capa do maior festival de folclore do Brasil, o FEFOL em Olímpia (SP), já se apresentou no Ceará, Mato Grosso do Sul e Paraná. Em Festivais Internacionais, já representou o Brasil em eventos na Bolívia, Argentina, Paraguai, Peru, Colômbia e México. Nas palavras do Diretor da FAPAN, Elvys Oliveira, é papel fundamental da faculdade promover, destacar e disseminar a cultura local para todos os acadêmicos, professores e funcionários administrativos. “O Brasil é um caldeirão cultural, de referências diversas. Esse momento do Intervalo Cultural irá proporcionar momentos muito interessante para nós como público, assim como, para os artistas.”, finalizou o Diretor.

29/04/2016

Cadastro Nacional de Concluinte vai reunir informações sobre diplomas

O Cadastro Nacional de Concluintes (CNC) será posto à disposição pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), mas a inscrição no portal será feita por todos os concluintes dos cursos de graduação como condição curricular obrigatória à diplomação. A partir de maio, todos os diplomas de graduação estarão disponíveis para consulta em um portal oficial do Ministério da Educação. O anuncio foi feito pelo ministro Aloizio Mercadante nesta quarta-feira, 27. Segundo Mercadante, a transparência das informações visa a acabar com a fraude de diplomas no país. “Todos os diplomas do Brasil estarão em um único cadastro, público e transparente. Assim saberemos se qualquer pessoa é formada ou não, em qual curso, quando se formou e qual instituição”, disse. O Cadastro Nacional de Concluintes (CNC) será posto à disposição pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), mas a inscrição no portal será feita por todos os concluintes dos cursos de graduação como condição curricular obrigatória à diplomação. Nesse cenário, as instituições de educação superior serão obrigadas a acompanhar o questionário do estudante e informar a conclusão do curso e a emissão dos diplomas. “Se está no portal do MEC, está formado; se não está, é fraude. Não tem como escapar mais”, disse o ministro. “Com esse portal, vamos ter o controle e acabar com a venda de diplomas no Brasil.” A iniciativa visa a melhorar a qualidade das instituições e dos cursos ofertados, além de liberar informações para autoavaliação das instituições. A plataforma pretende também oferecer um banco de dados sobre os egressos. Nele, os estudantes formados poderão compartilhar sua evolução profissional pelo período de um a três anos. O ministro anunciou também a criação do Grupo de Trabalho de Avaliação do Desempenho da Educação Superior (Gtaes), composto por 15 entidades. Criado para instituir novos indicadores de qualidade da educação superior brasileira, o grupo terá entre 30 e 60 dias para apresentar os ajustes finais de todo esse processo. Fonte: ABMES

29/04/2016

Fies tem prazo de aditamento de contrato prorrogado

O prazo para os aditamentos de renovação semestral dos contratos do Financiamento Estudantil (Fies) do primeiro semestre de 2016 foi prorrogado para o dia 31 de maio. A portaria publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (29) também prevê liberar até o dia 31 de maio o aditamento de suspensão temporária do prazo de utilização do financiamento referente ao segundo semestre de 2014 e durante todo o ano de 2015. Os aditamentos devem ser feitos por meio do sistema informatizado do Fies nas páginas do Ministério da Educação. Na quarta-feira (27), o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, anunciou mudanças no processo de seleção de alunos e na escolha de cursos prioritários do Fies a partir do segundo semestre deste ano. As alterações ocorrem após entidade do setor divulgar levantamento apontando que quase metade das 250 mil vagas de financiamento do primeiro semestre estavam ociosas. A partir do segundo semestre, o Ministério da Educação (MEC) vai adotar sistema parecido com o do ProUni na hora da seleção dos estudantes: os inscritos poderão mudar a opção de curso quantas vezes quiserem de acordo com a nota de corte que será divulgada pelo sistema a partir do segundo dia de inscrições. O processo seletivo do segundo semestre será antecipado para 14 de junho e seguirá até o dia 17. O resultado sairá em 20 de junho. NOTA DE CORTE - No novo formato do processo, o estudante escolhe inicialmente uma opção de curso. A partir do segundo dia de inscrições, o Fies Seleção calcula e divulga a nota de corte para cada curso. Durante o período, o estudante pode alterar sua opção de curso quantas vezes desejar. As inscrições ocorrerão ao longo do semestre, de acordo com a disponibilidade das vagas. Caso o candidato altere ou cancele sua inscrição no Fies Seleção, a vaga volta a ser disponibilizada pelo sistema para nova inscrição. CURSOS PRIORITÁRIOS - O MEC decidiu reduzir o percentual de contratos que deveriam ser fechados exclusivamente com estudantes das áreas de saúde, engenharia e licenciatura. Antes, essas áreas recebiam 70% dos financiamentos. A partir do segundo semestre o percentual será reduzido para 60%. Ainda dentro de cada uma das subáreas haverá nova divisão: Cursos prioritários da área de saúde passam de 45% para 50%; Cursos prioritários da área de engenharia passam de 35% para 40%; Cursos prioritários da área de licenciatura, pedagogia e "normal superior" caem de 20% para 10%. VAGAS REMANESCENTES - Além disso, segundo o MEC, está prevista nova etapa de inscrição para vagas remanescentes com prazo específico para estudantes inscritos e não aprovados. "O objetivo básico das mudanças no Fies é melhorar o número de inscrições", reafirmou o ministro. O MEC autorizou ainda que que instituições que tenham total de vagas de bolsas do Prouni inferiores às do Fies possam aumentar a oferta do financiamento estudantil na mesma proporção do ProUni (até o limite de 10% das vagas). "Vamos aumentar as vagas do Fies da mesma forma que aumentamos as do ProUni", afirmou Mercadante. PRESTAÇÃO MENOR - Outra mudança anunciada para o segundo semestre será a redução do patamar mínimo de prestação do Fies de R$ 100,00 para R$ 50,00. DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS - Em março, o Ministério da Educação já havia alterado o procedimento relacionado ao processo seletivo do primeiro semestre deste ano para permitir que a redistribuição de vagas remanescentes ocorra para outros cursos da mantenedora da instituição de ensino, e não apenas entre os cursos da própria instituição em questão. As vagas remanescentes são aquelas não ocupadas pelo processo seletivo em cursos sem candidatos em lista de espera. Nova portaria normativa detalhou que essas vagas agora poderão ser redistribuídas "entre os demais cursos da mantenedora", se esgotada a possibilidade de redistribuição entre os cursos da própria instituição de ensino. As mantenedoras são as entidades responsáveis pela manutenção das instituições de ensino superior de um mesmo grupo empresarial. OCIOSIDADE APONTADA POR SINDICATO - A mudança ocorre dias após o Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp) divulgar que quase metade (46%) das 250 mil vagas disponibilizadas pelo Financiamento Estudantil (Fies) neste primeiro semestre de 2016 não tinham sido preenchidas, segundo levantamento amostral feito com 70 associados. À época, o MEC informou que o processo seletivo do Fies ainda está em curso, por isso não é possível quantificar o número de vagas que resultaram em contratos de financiamento ou não. Ainda, de acordo com o ministério, o final do processo se dará no dia 30 de junho e que são adotadas estratégias para ocupação de eventuais vagas remanescentes. ENTENDA: SISU X PROUNI X FIES - As três siglas representam iniciativas do governo federal na gestão do ensino superior. O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através do Sisu, instituições públicas - sem cobrança de mensalidade - selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O Prouni concede bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e têm baixa renda. Já Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) oferece contratos de financiamentos. Para se inscrever, no Fies é preciso ter feito o Enem a partir de 2010, com nota final de pelo menos 450 pontos, e ter renda familiar mensal bruta per capita de até 2,5 salários mínimos. Fonte: G1